terça-feira, 23 de fevereiro de 2010 | By: ~* Manu Grecco

O sorriso dela - Pra ela

Hoje me aconteceu uma cena muito importante entre 1h e 2h da manhã.
Descrita logo abaixo:

- Havia terminado o filme da Globo (Cruzada) e eu levantei pra dar uma ajeitada em vovó; ver se ela estava confortável e acomodada.
Fiz o que foi necessário e ofereci água a ela.
Ela: "Mas vocês gostam de me oferecer água, né?! Que merda!
(Quem conhece a minha vó, sabe que palavras "doces" como essa são simplesmente comuns quando ditas por ela)

Eu sorri da graça dela. E a todo momento me passava pela cabeça a situação de a pouco mais de 5 horas, não estar mais próxima, não observá-la, nem estar presente nas graças dela.

Ela, pelo momento que eu ria, colocou a única mão que lhe é móvel em meu rosto.
Eu estava com o corpo reclinado sobre ela, que estava deitada.
Ela ficou séria enquanto eu ainda sorria.
Ela disse: "Só esse sorriso seu é mais importante que qualquer coisa na minha vida."


Tá sendo tão difícil.
Quem me conhece sabe que Ela possui uma importância pra mim, mais que a mim mesma.

Compartilho com quem se interessa, o que mora na minha cabeça.
Isso tem tomado boa parte das minhas reflexões.
Tô deixando minha vó.
Durante a manhã, antes de partir, vou me despedir.
Muito "pessimistamente" - como sinceramente não tenho conseguido ser melhor - talvez seja o último sorriso.


Chorando.
sábado, 20 de fevereiro de 2010 | By: ~* Manu Grecco

Complemento

"Depois, que o que é confuso te deixar sorrir

Tu me devolva o que tirou daqui
Que o meu peito se abre e desata os nós."


Hoje eu respirei com toda a capacidade do meu pulmão
E fui soltando devagar.
Durante o tempo de expiração, pensei em mim
Em nós
Em toda a importância e tolerância
Não é fácil.
Não vai ser.

"Se enfim, você um dia resolver mudar

Tirar meu pobre coração do altar
Me devolver, como se deve ser
Ou então, dizer que dele resolveu cuidar
Tirar da cruz e o canonizar
Digo faço melhor do que lhe parecer (...)"



Até antes, sorria um sorriso vazio
Era vago o som das minhas gargalhadas.
Era riso, mas não era sorriso.
Agora me preenche
"Felicidade me invade agora, como há tempos já não me visitava".
É um gosto por lembrar
É uma espera pra abraçar
Uma ansiedade pra viajar.
Estou, sinceramente, preenchida.
Por algo que jamais imaginei ser encaixe em mim.
Nunca algo! É alguém.
E assim deve ser tratado. O - alguém.
Já não tenho do que me queixar.
É continuidade, complemento.


"Que eu queria poder te dizer sem palavras

Eu queria poder te cantar sem canções
Eu queria viver morrendo em sua teia
Seu sangue correndo em minha veia
Seu cheiro morando em meus pulmões
Cada dia que passo sem sua presença
Sou um presidiário cumprindo sentença
Sou um velho diário perdido na areia
Esperando que você me leia
Sou pista vazia esperando aviões(...)"
 'Me desculpe - pra um.
Te amo - pra outro.'


Escrever com tantas entrelinhas,
E algumas coisas em letras menores,
Não é covardia.
É dizer sutilmente, o que não precisa ser dito com a grosseria de letras grandes.
Dito.










           Citações

      Palavras Minhas


 
quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010 | By: ~* Manu Grecco

"Acabei (...)

(...) mas falta o resto."

Quem nunca disse isso?
- Maria já acabou?
- Já. Peraí! Acabei mas falta o resto.

Ou algo do tipo.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------


O tempo vai se afunilando.
As coisas vão acontecendo.
Ansiedade e certeza ( )
Ansiedade e incerteza. ( )
Ansiedade e certeza. (x)


Já vou indo.
Daqui a pouco.
Porque eu acabei,
Mas falta o resto.
segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010 | By: ~* Manu Grecco

Já é hora...

É porque quando abrí os olhos eu pude ver uma luz.
Era algo maravilhoso. Só eu pude ver.
Se alguém visse também, não entenderia.
Jamais


Um beijo forte, tomou toda a minha força.
Já não era mais possível - por vontade minha - me mexer.
Eu era oceano.





E agora me bate um sono.
Uma vontade de por algumas horas visitar o mundo que habita em minha mente.
Que só visito quando durmo.
Que vou sozinha,
E ninguém sabe.
Que visito quando durmo, vou sozinha e ninguém sabe!


Meus sonhos.







sábado, 13 de fevereiro de 2010 | By: ~* Manu Grecco

Luz dos Olhos - Nando Reis

"Ponho os meus olhos em você
Se você está
Dona dos meus olhos é você
Avião no ar
Um dia pra esses olhos sem te ver
É como chão no mar
Liga o rádio à pilha, a TV
Só pra você escutar
A nova música que eu fiz agora
Lá fora a rua vazia chora...

Os meus olhos vidram ao te ver
São dois fãs, um par
Pus nos olhos vidros prá poder
Melhor te enxergar
Luz dos olhos para anoitecer
É só você se afastar
Pinta os lábios para escrever

A sua boca em minha...
Que a nossa música eu fiz agora
Lá fora a lua irradia a glória


E eu te chamo, eu te peço: Vem!
Diga que você me quer
Porque eu te quero também!


Faço as pazes lembrando
Passo as tardes tentando
Lhe telefonar
Cartazes te procurando
Aeronaves seguem pousando
Sem você desembarcar
Pra eu te dar a mão nessa hora
Levar as malas pro fusca lá fora...


E eu vou guiando
Eu te espero, vem...
Siga onde vão meus pés
Que eu te sigo também.
Porque eu te amo!
E eu berro: Vem!
Grita que você me quer
Porque eu te quero também!"



quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010 | By: ~* Manu Grecco

Ai...

Existe um sentimento de pressa dentro de mim.
Parece que em algum momento alguma coisa vai saltar de dentro do meu corpo e sair, simplesmente.
Correndo...
Não sei se despejo lágrimas junto com sorriso ou só por tristeza mesmo...
Já bate tanta saudade!

Hoje mesmo eu estive pensando na vida.
(Me lembro de quando eu era pequena - mais nova ¬_¬° - e alguem me pegava destraida e perguntava: "Tá pensando em que Manú?" E eu respondia: "Na vida". rsrsrs. Eu não sabia o que dizia)
Enfim,
São tantas coisas pra arrumar antes de ir embora...
Tanta gente que eu queria ver
Tanta coisa que eu queria fazer
Tanto abraço que eu precisava dar
Tanta coisa pra pagar.. --'
Tá, é o de menos.

Tem tanta gente desacreditada em mim. Compreendo.
Já vivi uma situação 'parecida' mas NADA igual.
É outra cabeça,
são outras idéias,
é uma outra pessoa.

Ter certeza é tão estranho!
Muito estranho.

Aracajú - SE

"Pra onde tenha sol,
É pra que eu vou."


terça-feira, 9 de fevereiro de 2010 | By: ~* Manu Grecco

Head over heels!

A pouco não imaginava.
E hoje, aqui estamos.
Esse momento demoraria meses, anos!
Aproxima-se em algumas poucas semanas.
Acredite!


Eu já acredito.
Junte-se a mim,
Melhor, a nós.
A mim e ao meu coração ansioso!


Chegando..



quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010 | By: ~* Manu Grecco

Amo, de fato.


Seria ainda possível - na altura da situação em que nos encontramos - voltar um pouco o tempo?
Mostrarmos que mesmo assim, mesmo com tudo, com toda a dor e com todo o sorriso
É possível fazer um fim feliz.
Ah, esqueça o fim.
 - É possível ser feliz. Correto é desta forma.
Eu te garando que existe modo, quando, onde e porque.
Posso te mostrar?
Se um dia você disser que sim. No outro estarei ai. Prometi!
Quem sabe das minhas promessas, sabe do que sou capaz.
Eu sou capaz!
Posso te mostrar?
Aguardo respostas suas.
Aguardo sempre.
Pra sempre, se necessário.

 


Desculpe, foi mais forte que eu.


 
Gosto de me expressar com os recursos que a licensa poética me concedem.
Um pouco de subterfúgio não há de fazer mal.
Nem a mim, nem a você - quem lê.


♥ Amo, de fato.

Você.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010 | By: ~* Manu Grecco

Escuta de pertinho...

                                                           
"Sou o som dos meus acordes
A vibração da minha canção
Quando já não estou mais lá
Estou cá."
               (Manoella Grecco)                                                                          
®                                                     
                                                                                    

♪ Procuro um esconderijo...
♪ "Como a arte do seu jeito
E tudo faz sentido. (...) "
                        (Ana Cañas)
                                                                      


                                                                                                    ♫ "Na verdade eu preciso aprender
                                                                                   ♫ "Na verdade, eu preciso esquecer
                                                                                                       Não é fácil, não é fácil."
                                                                                                                                (Marisa Monte)


                                  "Se você quisesse
                                                   ia ser tão legal,
                        Acho que eu seria mais feliz
                                         do que qualquer mortal. (...)"
                                                             ( Marisa Monte - ainda )

                                                    
                                                   
" Soube agora, quando já caia a tarde que é possível ser feliz. Com o que, onde e quando já é pretensão sua  - e minha - querer saber.
Mas chega.
Vi chegar nos olhos de alguem, olhando pra outro alguem.
E chegou. Seja bem vida aos sorrisos, felicidade."
 (Manoella Grecco)

"Meus beijos sem os seus não dariam..."

"(...) Beijei-a: eu sentia a vida que se me evaporava nos seus lábios. Ela soubressaltou-se, entreabriu os olhos, mas o peso do sono ainda a acabrunhava, e as pálpebras descoradas se fecharam...
A carruagem corria sempre."
(Noite na Taverna e Poemas Escolhidos - Alvares de Azevedo - Pagina 46)



"(...) Fique mais
Que eu gostei de ter você
Não vou mais querer ninguém
Agora que sei quem me faz bem. (...)"
♫ 




                                              
"Bebamos! nem um canto de saudade!
Morrem de embriaguez da vida as dores!
Que importam sonhos, ilusões desfeitas?
       Fenecem como as flores!"
                                      (José Bonifácio¹)

¹José Bonifácio (1827-1886): Poeta ultra-romântico.
                                                                                                      


segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010 | By: ~* Manu Grecco

*~ Eis quem vos fala

"O que, por sua vez, me traz ao assunto de que estou lhe falando esta noite, ou esta manhã, ou seja lá quais forem a hora e a cor. É a história de um desses sobreviventes perpétuos - uma especialista em ser deixada para traz.
É só uma pequena história, na verdade, sobre, entre outras coisas:
* Uma menina
* Algumas palavras
* Um acordeonista
* Uns alemães fanáticos
* Um lutador judeu
* E uma porção de roubos."
(A menina que roubava livros - Markus Suzak - Página 09)




O que me impressiona nem são as coisas que acontecem, e sim o modo, aonde e por qual motivo!
Entendo,um dia.




*~ A globo perde fácil nessa concorrência de pontos. ¬_¬ °
Plim Plim! *.*



Wait... ing.

"Voltarei tão rápido que você não terá tempo de sentir a minha falta.
Cuide de meu coração - ele ficou com você."
(Eclipse - Stephenie Meyer - Página 76)

Agora não é amanhã; nem ontem.

"Antes de você (...) minha vida era uma noite sem lua. Muito escura, mais havia estrelas... Pontos de luz e razão... E depois, você atravessou meu céu como um meteoro. De repente tudo estava em chamas; havia brilho, havia beleza.
Quando você se foi, quando o meteoro caiu no horizonte, ficou tudo negro. Nada mudou, mas meus olhos ficaram cegos pela luz. Não pude mais ver as estrelas e não havia mais razão pra nada."
(Lua Nova - Stephenie Meyer)
  • Justamente .